Gratidão pela Vida e Ministério de George Liele

Baptist World Alliance Logo

Resolução do Conselho Geral do BWA 2013.2

Resolução do Conselho Geral do BWA 2013.2 Gratidão pela Vida e Ministério de George Liele

O Conselho Geral da Aliança Mundial Batista, reunido em Ocho Rios, Jamaica, de 1 a 6 de julho de 2013:

RECONHECE George Liele como o primeiro ministro batista negro ordenado na América e líder pioneiro das igrejas negras nos EUA da América;

RECONHECE George Liele, fundador da Primeira Igreja Batista Africana na América e líder de igrejas na Carolina do Sul e Geórgia, que contribuiu para o desenvolvimento de líderes de igrejas, incluindo David George, Jessie Peters e Andrew Bryan nos EUA, e outros na África, Caribe e Grã-Bretanha;

REGISTA que George Liele evacuou com os britânicos após a Guerra Revolucionária Americana e, enquanto muitos permaneceram escravizados, ele escolheu migrar para a Jamaica com sua esposa Hannah e seus quatro filhos e lá ministrou por mais de quarenta anos; e

LAUDS George Liele como o primeiro missionário batista, dez anos antes de William Carey navegar para a Índia e trinta e três anos antes de Adoniram Judson navegar para Mianmar; e

LEMBRA que George Liele plantou a primeira igreja batista na Jamaica, com membros provenientes de pessoas escravizadas e livres que não tinham sido expostas a um ministro negro ordenado do Evangelho;

COMENDA George Liele que, juntamente com o companheiro missionário americano Moses Baker, a quem batizou, manteve correspondência com o Dr. John Rippon e outros batistas e, juntamente com outros batistas etíopes, incluindo Parson Kellick, Thomas Swigle, George Gibb, George Vineyard, Miss Cooper e George Lewis, trabalhou para o florescimento da causa de Cristo entre o povo jamaicano; e

OFERECE graças e louvor a Deus pela vida e ministério de George Liele e coloca em registro sua gratidão a Deus pela notável vida e legado desta missão pioneira da Missão Batista.

Citações

Resolução do Conselho Geral do BWA 2013.7 Fim do Embargo aos Estados Unidos da América (EUA) a Cuba

Bibliografia de fonte original: Callam, Neville, editor. Anuário da Aliança Mundial Batista 2013: Ata da Reunião do Conselho Geral e Diretório. Falls Church, VA: Aliança Mundial Batista, 2013.

Fonte Original Nota de Rodapé/Endnote: Neville Callam, ed.., Anuário da Aliança Mundial Batista 2013: Ata da Reunião do Conselho Geral e Diretório (Falls Church, VA: Aliança Mundial Batista, 2013), pp. 142- 143.

Citação completa do documento online: Resolução do Conselho Geral do BWA 2013.7 Fim do Embargo aos Estados Unidos da América (EUA) a Cuba; https://o7e.4a3.myftpupload.com/resolutions.

Citação de documentos on-line em texto: (Resolução do Conselho Geral do BWA 2013.7).

Para mais informações sobre as resoluções da Aliança Mundial Batista, visite BaptistWorld.org/resoluções.

Desde a sua formação em 1905, a Aliança Batista Mundial tem colocado em rede a família batista global para impactar o mundo para Cristo com um compromisso de fortalecer o culto, a comunhão e a unidade; liderar em missão e evangelismo; responder às pessoas necessitadas através de ajuda, alívio e desenvolvimento comunitário; defender a liberdade religiosa, os direitos humanos e a justiça; e avançar na reflexão teológica e no desenvolvimento de lideranças.

Últimas notícias

2022 BWA Annual Gathering Focused on Racial Justice (Encontro Anual do BWA)

(BIRMINGHAM, AL - 22 de julho de 2022) O foco temático e o desenvolvimento do conteúdo para o Encontro foi amplamente facilitado pelo Grupo de Ação de Justiça Racial do BWA lançado em outubro de 2020 com a afirmação unânime do Comitê Executivo do BWA. Co-presidido pelo Secretário Geral da BWA Elijah M. Brown e pelo Primeiro Vice Presidente da BWA Karl Johnson da Jamaica, o Grupo de Ação embarcou em uma jornada de dois anos

Comitê Executivo lança declaração sobre a crise ucraniana

(FALLS CHURCH, VIRGINIA, EUA - 25 de março de 2022) Em conjunto com suas reuniões do Comitê Executivo realizadas este mês, o Comitê Executivo da Aliança Mundial Batista (BWA) divulgou uma declaração conjunta em resposta à crise na Europa Oriental. Esta é a primeira declaração de seu tipo divulgada pelo Comitê Executivo em mais de 40 anos.